Volta e meia chega uma mensagem para mim perguntando sobre algum dos “mitos” que rodeiam o Tarot e que muitas vezes só servem para colocar obstáculos desnecessários na prática dessa Arte tão linda.

Então, resolvi elencar os questionamentos mais comuns e respondê-los de uma vez por todas:

 

MITO 1

“O seu primeiro Tarot não pode ser comprado, tem que ser dado por alguém.”

Isso é fake news! Muitas pessoas não possuem círculos de amizades e nem familiares envolvidos com práticas místicas, então ficaria muito difícil para elas, não é verdade? Você pode sim buscar um Tarot com o qual se conecta e comprá-lo para iniciar seus estudos e leituras.

 

MITO 2

“O Tarot é uma prática estritamente vinculada à Bruxaria.”

O Tarot em si não possui vínculo com nenhuma religião ou espiritualidade específica, mas existem alguns decks cujos simbolismos são relacionados a uma mitologia ou crença (como o Tarot das Bruxas, o Tarot dos Anjos e o Tarot dos Orixás, por exemplo). Em sua essência, o Tarot trabalha com símbolos e mensagens universais que são para todos. Muitas bruxas utilizam o Tarot e outras Artes Divinatórias em suas práticas de Magia, mas você não precisa ser necessariamente uma Bruxa para usar o Tarot. Muitos terapêutas holísticos, inclusive, utilizam a ferramenta para deixarem suas consultas e técnicas de cura ainda mais profundas.

 

MITO 3

“Não é correto cobrar por uma consulta de Tarot”

Se você tem a pretensão de trabalhar profissionalmente com o Tarot, isso vai exigir estudo, tempo, esforço e investimento financeiro (em livros, curso, baralhos, espaço para atendimento). Assim como toda e qualquer profissão, você pode sim cobrar o valor que considera justo para colocar sua energia nisso. Minha sugestão é que os tarólogos procurem oferecer de vez em quando alguns atendimentos com valores mais solidários também. Afinal de contas, além de ajudar que não tem condições de pagar o valor integral de uma consulta, você terá a oportunidade de atingir cada vez mais pessoas e divulgar o seu trabalho.

 

MITO 4

“É obrigatório cobrar por uma consulta de Tarot, seja em dinheiro ou por troca de serviços”

Falso! É claro que nós podemos ajudar as pessoas que sentimos de ajudar sem ter que obrigatoriamente cobrar algo em troca. Eu pessoalmente jogo Tarot para minha mãe, meu companheiro, minhas amigas mais próximas… E não cobro para nenhuma dessas pessoas. Escute seu coração e sua intuição na hora de saber se vai cobrar ou não pelo atendimento, não se sinta obrigada(o) a nada.

 

MITO 5

“Quem joga Tarot tem azar no amor”

Essa eu acho a mais engraçada! Não tem absolutamente nada a ver… Além do mais, você pode usar o Tarot para checar como anda o seu relacionamento e pedir conselhos para deixá-lo ainda melhor! 😉