(Foto: Pri Ferraz)

A carta O Julgamento é representada pelo fogo, o elemento transformador que nos purifica, regenera e desperta.  Aqui, o fogo vem para renovar nosso chão e permitir que nele renasçam novos grãos.

Este caminho nos avisa que, para evoluirmos, devemos nos desligar de antigos padrões. Sim, podemos (e devemos!) utilizar o passado para consultar as valiosas lições e aprendizados que ele nos rendeu, mas não podemos viver nele. É tempo de deixarmos o ontem para trás e viver novas sensações e responsabilidades.

O Julgamento é uma carta de mudança. Se ela saiu em seu jogo, realize um exame de consciência: “ainda estou apegado a distrações, traumas e lembranças do passado?”, “esse apego me impede de lidar melhor com as situações atuais da vida?”.

Lembre-se que o calor latente que este arcano transmite nos conduz ao crescimento interior. Não encare a transformação que ele propõe como um simples fim, mas enxergue-a como um novo início!

Desapegar-se não é fácil e pode ser bastante doloroso, mas O Julgamento é, definitivamente, um caminho positivo. Mais que isso: é um caminho fundamental que resulta em um desenvolvimento mental e intelectual perpétuo.

Por isso, seja fogo. Queime. Renasça das cinzas. E seja recomeço.