Além de ser uma ferramenta incrível de Autoconhecimento, o Tarot é uma Arte versátil.

É muito comum usarmos o baralho para questões mais sérias e grandes decisões, mas a verdade é que também podemos usá-lo para questões mais práticas e simples do nosso dia a dia.

Pensando nisso, eu selecionei para você as 03 formas/situações simples em que eu gosto de usar o Tarot no meu cotidiano:

 

Inspiração profissional: em alguns inícios de semana eu tiro uma carta para me inspirar profissionalmente. Diante do baralho, faço a pergunta “Onde encontrar a criatividade nesta semana?” e tiro uma lâmina. A essência da carta escolhida vem com um conselho que me guia a como e onde investir a minha criatividade nesse momento.

Então, por exemplo, se vem a carta do Sol, eu sei que é um ótimo momento para estudar e que minha criatividade pode vir tanto desses conhecimentos absorvidos como também de momentos alegres, expansivos e de boas trocas com amigos.

 

Desafio do momento: quando algo está dando muito errado, eu tiro duas cartinhas do Tarot: a primeira para saber qual é o principal desafio que está me atrapalhando do momento; e a segunda para receber um conselho de como superá-lo.

Então, por exemplo, se eu tiro a carta d’O Enforcado, pode ser que meu desafio seja aprender a abrir mão de algo que eu queria muito; e se no conselho de como superar vem O Louco,  provavelmente a chave está em manter a alegria, o bom humor, a leveza e a despreocupação ainda que dentro dessa situação desconfortável.

 

Guiando a meditação: as cartas do Tarot podem nos ajudar a meditar. Pegue uma carta, coloque-a à sua frente e encare a sua ilustração por alguns minutos. Depois, feche os olhos, imagine-se neste lugar e veja por onde a sua mente guia sua caminhada nesse local. A partir deste momento, abra-se para receber as mensagens que essa carta do Tarot tem para você.

É isso! Por fim, caso você ainda esteja iniciando o seus estudos, recomendo fazer essas práticas apenas com os Arcanos Maiores, ok?